Editando "Grande sertão: veredas": a capa

Esta é a capa da nova edição de Grande sertão: veredas, de João Guimarães Rosa, que será publicada pela Companhia das Letras no dia 25 de fevereiro. Inscreva-se em nossa newsletter e receba notícias exclusivas, como essa, antes de todo mundo.

Assinada por Alceu Chiesorin Nunes, a capa é inspirada no bordado do avesso do Manto da apresentação, do artista Arthur Bispo do Rosário, com a reprodução de nomes dos personagens. Leia abaixo detalhes da história da produção da capa no depoimento de Alceu.

***

Grande sertão: veredas, um projeto mais que especial. Após uma visita ao IEB/USP, onde está parte do acervo de João Guimarães Rosa, surge um encantamento pelo seu material de pesquisa. Seus cadernos de campo com desenhos e anotações, seu profundo conhecimento da fauna e flora regional registrados em datiloscritos com correções e observações de um olhar atento — tudo é muito impressionante. Que pesquisa inspiradora! Agora é hora de mergulhar na região onde se passa a saga, apegar-se àquele jeito mineiro, àquela mata de cerrado, ao som dos animais, à cultura local, às artesãs. O bordado não saía da cabeça, ora pela simplicidade rústica, ora pelo ofício comum ao sertão.

Depois da imersão, vem a produção de ideias. Surgiram várias propostas, algumas explorando a flora e a fauna com ilustrações científicas e desenhos livres, outras com fotografias autorais — e os bordados, que, a princípio, eram figurativos: veredas, bois, jagunços.

Acontece que ser literal nem sempre é o melhor caminho, e tudo era muito óbvio para uma obra tão especial. Por uma dica de Lilia Schwarcz, chegamos ao Bispo do Rosário e sua obra pungente, de impacto semelhante à força do livro. Estudando o Bispo, me detive no verso do Manto da apresentação; para personalizar, a ideia foi substituir os nomes por personagens do Grande sertão, e assim foi. Com a autorização do Museu Bispo do Rosário, iniciamos nosso bordado.

Primeiro fiz um desenho de base, inspirado no traço do manto. Depois, essa base foi encaminhada à Elisa Braga — nossa querida companheira de muito anos de Companhia, que agora se dedica a trabalhos manuais.

O resultado foi encantador. Os leitores terão em mãos um objeto muito precioso, feito com total dedicação de todas as partes envolvidas.

***

Bastidores do desenho da capa

***

Leia a sinopse da edição

Publicado originalmente em 1956, Grande sertão: veredas, de João Guimarães Rosa, revolucionou o cânone brasileiro e segue despertando o interesse de renovadas gerações de leitores. Ao atribuir ao sertão mineiro sua dimensão universal, a obra é um mergulho profundo na alma humana, capaz de retratar o amor, o sofrimento, a força, a violência e a alegria.
Esta nova edição conta com novo estabelecimento de texto, cronologia ilustrada, indicações de leituras e célebres textos publicados sobre o romance, incluindo um breve recorte da correspondência entre Clarice Lispector e Fernando Sabino e escritos de Roberto Schwarz, Walnice Nogueira Galvão, Benedito Nunes, Davi Arrigucci Jr. e Silviano Santiago. Dispostos cronologicamente, os ensaios procuram dar a ver, ao menos em parte, como se constituiu essa trama de leituras.
A capa do volume é reprodução da adaptação em bordado do avesso do Manto da apresentação, do artista Arthur Bispo do Rosário, com nomes dos personagens de Grande sertão: veredas. O projeto gráfico conta ainda com desenhos originais de Poty Lazzarotto, que ilustrou as primeiras edições do livro.

***

Quem assina nossa newsletter recebeu a capa antes, com exclusividade! Clique aqui e assine também. Enviaremos semanalmente notícias e conteúdos exclusivos até o dia do lançamento do livro.

Neste post