Semana quatrocentos e quinze

Companhia das Letras

O livro de Jô: Uma autobiografia desautorizada — volume 2, de Jô Soares e Matinas Suzuki 

Em 1969, Jô Soares lança o seu primeiro one-man show, Todos amam um homem gordo, no teatro da Lagoa, no Rio de Janeiro. No ano seguinte, depois do enorme sucesso na Família Trapo, estreia na Globo, no programa que revolucionou os humorísticos na TV brasileira, Faça humor não faça guerra. Na aguardada segunda parte do Livro de Jô: uma autobiografia desautorizada, ele conta tudo (ou quase tudo, ou mais que tudo) que aconteceu desde então, até chegar ao talk show que mudou o fim de noite dos brasileiros.

 

Poemas, de T.S. Eliot (tradução de Caetano W. Galindo)

A obra poética de uma das vozes fundamentais do cânone ocidental em nova tradução.

 

Contos completos, de Liev Tolstói (tradução de Rubens Figueiredo)

A reunião de toda a prosa breve do autor de Guerra e paz e Anna Kariênina.

 

Os contos, de Lygia Fagundes Telles

Os contos completos da grande escritora Lygia Fagundes Telles são reunidos pela primeira vez em um único volume.

 

Companhia das Letrinhas

Apesar de tudo, de Dipacho (tradução de Mell Brites)

Nenhuma história de amor acontece sem dificuldades, seja você humano ou pinguim. Mas é justamente quando passamos por obstáculos que o sentimento se fortalece.

 

Alfaguara

Maior que o mundo, de Reinaldo Moraes

 “Em seu estilo pop, Reinaldo reúne a (baixa e alta) pornografia e um humor irresistível com a cultura e a sofisticação literária, que levam a gargalhadas, a vastas emoções e a reflexões sobre o melhor e o pior dos brasileiros.” — Nelson Motta

 

Neste post