Lançamentos da semana na Companhia das Letras (02/04 a 06/04)

Suma

A incendiária, de Stephen King

Uma criança com o poder mais extraordinário e incontrolável de todos os tempos. Um poder capaz de destruir o mundo.

Alfaguara

Munique, de Robert Harris

Um thriller de espionagem sobre traição e os limites da honra.

Quadrinhos na Cia.

O idiota, de André Diniz (adaptação de Fiódor Dostoiévski)

O idiota, de Fiódor Dostoiévski, é um dos maiores romances da história da literatura. Nesta incrível versão em quadrinhos, o artista André Diniz mergulha na prosa do mestre russo e cria uma graphic novel eletrizante e original, uma jornada aos abismos interiores e horrores metafísicos de um dos mais implacáveis escritores do século XIX.

Seguinte

A caçadora de dragões, de Kristen Ciccarelli

Primeiro volume de uma trilogia fantástica, em que dragões e humanos estão em guerra — e cabe a uma garota matar todos eles.

Companhia das Letras

Coral e outros poemas, de Sophia de Mello Breyner Andresen

Com seleção e apresentação de Eucanaã Ferraz, esta antologia reúne poemas lapidares de uma das vozes mais marcantes e comoventes da literatura portuguesa. Confira o post especial que fizemos sobre a obra!

Moisés e o monoteísmo, compêndio de psicanálise e outros textos, de Freud

O volume 19 das Obras completas de Freud inclui seu trabalho mais ousado e controverso, Moisés e o monoteísmo, e a notável síntese final de sua teoria, Compêndio de psicanálise, além de dois importantes textos sobre a técnica psicanalítica: “Análise terminável e interminável” e “Construções na análise”.

Nunca houve um castelo, de Martha Batalha

Em seu segundo romance, Martha Batalha recria a trajetória dos descendentes de Johan Edward Jansson, cônsul da Suécia no Brasil que em 1904 construiu um castelo em Ipanema. Confirme presença no evento de lançamento de Nunca houve um castelo no Rio de Janeiro.

Reserva natural, de Rodrigo Lacerda

Em dez contos, Rodrigo Lacerda aborda o tema do “mundo natural”. Mas a “reserva” de seu título poderia evocar também dissimulação e recato, por um lado, e por outro o potencial poder de destruição de tropas em retaguarda. O mundo natural deste livro é um mundo de mistérios, violência, beleza e medo.

Tanques e togas, de Felipe Recondo

Baseado em ampla pesquisa histórica com documentação inédita, o jornalista Felipe Recondo apresenta, em Tanques e togas, o mais completo relato sobre o papel do Supremo Tribunal Federal durante os anos de ditadura.

Reimpressões

O incolor Tsukuru e seus anos de peregrinação, de Haruki Murakami

A Grécia antiga passo a passo, de Éric Teyssier

Odisseia de Homero adaptada para jovens, de Frederico Lourenço

50 poemas de revolta, de Vários autores

As meninas, de Lygia Fagundes Telles

Claro enigma, de Carlos Drummond de Andrade

Deus, um delírio, de Richard Dawkings

Dias & dias, de Ana Miranda

Guerra e paz, de Liev Tolstói

Por um fio, de Drauzio Varella

Chapeuzinhos coloridos, de José Roberto Torero

Minha querida assombração, de Reginaldo Prandi

O Circo do Amanhã, de Lilia Moritz Schwarcz

O santinho, de Luis Fernando Verissimo

Cem dias entre céu e mar, de Amyr Klink

Comédias para se ler na escola, de Luis Fernando Verissimo

Os cem melhores poemas brasileiros do século, de Vários autores

Extraordinárias, de Duda Porto de Souza

O dia do curinga, de Jostein Gaarder

Qual o seu favorito? Conta pra gente através dos comentários!

Neste post