Primeiro gole: a compra da Brahma

 

Os 5 goles da AmBev, por Ariane Abdallah

 

Sim, é uma metáfora o título do meu livro, De um gole só (sobre a história da AmBev e a criação da maior cervejaria do mundo, que será publicado em junho). De fato, a história da ABI foi construída em cinco goles: a compra da Brahma em 1989; a fusão com a Antarctica que formou a AmBev em 2000; a aliança com a Interbrew belga, que formou a InBev; e as compras da Anheuser-Busch e da SABMiller.

Compartilharemos nas próximas semanas mais detalhes de cada gole, para você já sentir um gostinho do que vem por aí.

***

Primeiro gole: a compra da Brahma

Fazia algum tempo que Jorge Paulo Lemann observara que os nomes de donos de cervejarias figuravam sempre nas mais altas colocações das listas dos mais ricos de cada país da América Latina. Venezuela, Colômbia, Argentina. Por que não levar o Brasil para o mesmo caminho? Nessa época, a cervejaria carioca Brahma sofria, de um lado, com a hiperinflação que afetava a indústria em geral; por outro, com o envelhecimento da companhia. Era uma empresa familiar cheia de hierarquias e ineficiências, com o quadro de funcionários inchado. Lemann enxergou uma oportunidade para fazer o que sabia: ganhar dinheiro. E para desenvolver o que o levaria ao ranking dos mais ricos do Brasil: uma organização baseada em cultura corporativa forte, processos estruturados e corte de custos. Para isso, foram quatro meses de conversas com Hubert Gregg, então presidente e acionista da cervejaria. A aquisição foi concluída em 27 de outubro de 1989, vinte dias antes do primeiro turno das eleições que tornaram Fernando Collor presidente do Brasil. Os sócios do banco Garantia - além de Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira - assumiram o controle da Brahma ao comprar 57,7% de seu capital. Aplicaram, então, o modelo de gestão bem-sucedido no próprio Garantia que, por sua vez, era inspirado na gestora americana Goldman Sachs. Basicamente, uma fórmula de atração e avaliação de profissionais, remuneração competitiva e oportunidade de participação societária. Começava ali uma revolução na gestão da cervejaria que acabaria por reorganizar o setor no mundo e influenciar companhias de outras indústrias ao longo das três décadas seguintes.

***

Saiba mais sobre história da AmBev e a criação da maior cervejaria do mundo em De um gole só. O livro será publicado em junho e já está em pré-venda.

***

Ariane Abdallah nasceu em São Paulo e é formada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Entre 2004 e 2015, trabalhou como repórter nas editoras Trip e Globo, escrevendo reportagens sobre comportamento, negócios e economia. Em 2016, fundou o Atelier de Conteúdo, empresa de comunicação e conteúdo.

 

Neste post