Semana quatrocentos e trinta e seis

Companhia das Letras

A visita de João Gilberto aos novos baianos, de Sérgio Rodrigues

Neste originalíssimo livro de contos, o premiado autor do romance O drible e de Viva a língua brasileira! brinca com coisa séria. Depois de presenciar um encontro mitológico no céu da MPB, o leitor vai para a cama com Machado de Assis e acompanha um desfile de histórias cheias de graça, prosa afiada, erudição literária e cultura pop.

Freud (1900) A interpretação dos sonhos, de Sigmund Freud (tradução de Paulo César de Souza)

Volume 4 da coleção das Obras Completas de Freud, A interpretação dos sonhos é o livro mais famoso do criador da psicanálise e lançou as bases do novo saber ao ser publicado, em 1900.

Ignorância, de Stuart Firestein (tradução de Paulo Geiger)

Nesta abordagem original sobre a natureza da pesquisa, Stuart Firestein faz um elogio aos mistérios científicos e às incertezas que motivam os cientistas ao demonstrar que a ignorância é o verdadeiro combustível da busca por conhecimento.

Talvez Esther, de Katja Petrowskaja (tradução de Sergio Tellaroli)

Neste romance celebrado pela crítica, a ucraniana de língua alemã Katja Petrowskaja reconstitui a fragmentada trajetória de sua família a partir de uma perspectiva inusitada.

 

Companhia das Letrinhas

Como ser babá da vovó, de Jean Reagan (tradução de Eduardo Brandão)

Este não é um livro qualquer, mas sim um verdadeiro manual de como tomar conta de uma vovó! Com ele, todas as netas e netos vão descobrir mil jeitos diferentes e únicos de se divertir muito — só é preciso um pouquinho de imaginação e, claro, uma vovó para cuidar.

 

Companhia de Mesa

As novas regras do vinho, de Jon Bonne (tradução de Lígia Azevedo e Reginaldo Azevedo)

Descubra combinações de vinho para seus pratos preferidos: de moqueca a coxinha.

 

Paralela

Daisy Jones and The Six, de Taylor Jenkins Reid (tradução de Alexandre Boide)

Embalado pelo melhor do rock’n’roll, um romance inesquecível sobre uma banda dos anos 1970, sua apaixonante vocalista e o amor à música. Da autora de Em outra vida, talvez?.

 

Alfaguara

Arquivo das crianças perdidas, de Valeria Luiselli (tradução de Renato Marques)

Mesclando a crise familiar com a crise política do país, Arquivo das crianças perdidas mostra uma empatia única com a situação atual. Através de diversas vozes, sons e imagens, Valeria Luiselli cria um romance virtuoso.

 

Objetiva

O amor como revolução, de Pastor Henrique Vieira

Neste relato inspirador, o pastor Henrique Vieira reflete sobre o poder renovador do amor, que se traduz em atitudes generosas com o próximo e que pode ser uma força poderosa na construção de uma sociedade mais justa e livre de preconceitos.

Aprenda a ser otimista, de Martin E. P. Seligman (tradução de Débora Landsberg)

Edição revista e ampliada com novo prefácio. Do mesmo autor de Felicidade autêntica. Aprenda a superar seu pessimismo e a transformar definitivamente seus pensamentos negativos.

O chamado da tribo, de Mario Vargas Llosa (tradução de Paulina Wacht e Ari Roitman)

Neste ensaio, Mario Vargas Llosa, prêmio Nobel de Literatura, apresenta as leituras que moldaram seu pensamento nos últimos cinquenta anos.

 

Neste post