Semana quatrocentos e vinte e nove

Companhia das Letras

Do que é feita a maçã, de Amós Oz e Shira Hadad (tradução de Paulo Geiger)

Com inteligência, erudição e bom humor característicos, Amós Oz fala de livros e autores, de inspiração e influência, de hábitos de escrita e sentimentos de culpa, de casamento e paternidade.

 

Sumchi, de Amós Oz (tradução de Paulo Geiger)

As emoções, as fantasias e as trapalhadas de um menino na conquista do primeiro amor.

 

O verão tardio, de Luiz Ruffato

Uma narrativa poderosa sobre um homem e suas tentativas de reatar os fios do passado. Uma jornada às bordas de um Brasil cindido, em que o diálogo não parece mais possível.

 

Antologia da literatura fantástica, de Jorge Luis Borges, Silvina Ocampo e Adolfo Bioy Casares (tradução de Josely Vianna Baptista)

Clássico absoluto da literatura em língua espanhola, este volume reúne 75 contos fantásticos de todos os tempos, de mestres do gênero como Edgar Allan Poe, H. G. Wells, Franz Kafka e Julio Cortázar, entre outros.

 

 

Alfaguara

Carta à rainha louca, de Maria Valéria Rezende

Mesclando linguagem histórica e uma crítica profundamente atual, Maria Valéria Rezende cria um romance sem par na literatura contemporânea, no qual mulheres mostram sua força frente às mais impensáveis repressões.

 

Seguinte

A rainha aprisionada, de Kristen Ciccarelli (tradução de Eric Novello)

No segundo volume da trilogia Iskari, uma nova heroína entra em cena para lutar pela liberdade de seu povo — e de sua irmã — em meio a um conflito que apenas começou.

Neste post