Semana trezentos e quarenta e três

Companhia das Letras

Manual da faxineira, de Lucia Berlin (Tradução de Sonia Moreira)

Lucia Berlin teve uma vida repleta de eventos e reviravoltas. Aos 32 anos, já havia vivido em diversas cidades e países, passado por três casamentos e trabalhado como professora, telefonista, faxineira e enfermeira para sustentar os quatro filhos. Lutou contra o alcoolismo por anos antes de superar o vício e tornou-se uma aclamada professora universitária em seus últimos anos de vida. Desse vasto repertório pessoal, Berlin tira inspiração para escrever os contos que a consagraram como uma mestre do gênero. Com a bravura de Raymond Carver, o humor de Grace Paley e uma mistura de inteligência e melancolia, Berlin retrata milagres da vida cotidiana, desvendando momentos de graça em lavanderias, clínicas de desintoxicação e residências de classe alta da Bay Area. "Manual da faxineira" foi considerado pelo The New York Times um dos melhores livros de 2016. 

As cidades invisíveis (edição ilustrada)de Italo Calvino (Ilustrações de Matteo Pericoli e tradução de Diogo Mainardi)

"Se meu livro As cidades invisíveis continua sendo para mim aquele em que penso haver dito mais coisas, será talvez porque tenha conseguido concentrar em um único símbolo todas as minhas reflexões, experiências e conjeturas." Assim se refere a este livro o próprio Italo Calvino - um dos escritores mais importantes e instigantes da segunda metade do século XX. O famoso viajante Marco Polo descreve para Kublai Khan as incontáveis cidades do imenso império do conquistador mongol. Neste livro surpreendente, a cidade deixa de ser um conceito geográfico para se tornar um símbolo complexo e inesgotável da experiência humana. A edição traz oito desenhos inéditos de Matteo Pericoli realizados especialmente para a Companhia das Letras.

A insustentável leveza do ser (nova edição), de Milan Kundera (Tradução de Teresa Bulhões Carvalho da Fonseca)

Neste que é sem dúvida um dos romances mais importantes do século XX, ficção e filosofia se entrelaçam por meio da história de quatro adultos capazes de quase tudo para vivenciar o erotismo que desejam para si. Como limite, encontram um tempo histórico politicamente opressivo e o caráter enigmático da existência humana. Infidelidade, amor, compaixão, eterno retorno, acaso e arbítrio são alguns dos grandes temas que Kundera articula num romance de ideias e paixões, em que o leitor percorre conceitos filosóficos de braços dados com cada um dos personagens - Tereza, Tomas, Sabina e Franz - e acompanha suas histórias de vida com a profundidade de um estudo. O resultado é uma obra em tudo original, um clássico da literatura contemporânea.

Distraídos venceremos, de Paulo Leminski

Última obra poética publicada em vida, Distraídos venceremos foi lançado em 1987 e rapidamente se tornou um clássico contemporâneo. Para a poeta Alice Ruiz - a quem o livro é dedicado -, embora o título desta seleta escrita ao longo de quatro anos remeta ao livro anterior, Caprichos e relaxos, "o teor dos poemas aponta para um maior ceticismo". Estão aqui a experimentação, a coloquialidade e o constante diálogo com as poesias concreta e marginal, além do flerte com a cultura oriental, que marca a parte final do volume. Incluído em Toda poesia, Distraídos venceremos traz Leminski em sua melhor forma: "Tudo o que eu faço/ alguém em mim que eu desprezo/ sempre acha o máximo./ Mal rabisco,/ não dá mais pra mudar nada./ Já é um clássico".

Objetiva

O poder da alegria, de Frédéric Lenoir (Tradução de Alberto Almeida)

É possível compreender uma experiência com aspectos tão diversos quanto a alegria? Ser alegre é viver livremente, é não estar condicionado aos desejos dos outros ou dependente do reconhecimento. No Ocidente, frequentemente consideramos a vida um fardo necessário, quando na verdade deveríamos receber a vida como um presente - isso, segundo Frédéric Lenoir, significa alegria de viver. O poder da alegria nos ajuda a criar as condições necessárias para uma vida repleta de realizações. Um guia para o leitor em busca de uma felicidade autêntica e duradoura.

 

Neste post