Semana trezentos e sessenta e oito

Companhia das Letras

A morte e a vida de Alan Turing, de David Lagercrantz (tradução de Rogério W. Galindo)

Em junho de 1954, Alan Turing, o brilhante matemático inglês considerado pai da computação moderna, foi encontrado morto em sua casa, na cidade de Wilmslow. A arma do crime: uma maçã envenenada. O detective Leonard Corell assume o caso e logo descobre que Turing foi condenado por ser homossexual, numa época em que isso era proibido. Apesar de estar convicto de se tratar de um suicídio, ele fica intrigado com os documentos secretos dos registros de guerra de Turing — um dos principais responsáveis por decifrar o código secreto dos alemães, algo decisivo para a vitória dos Aliados. Além disso, a sexualidade de Turing parece ter causado tumulto entre os serviços de inteligência, e é levantada a possibilidade de ele ter sido chantageado por espiões soviéticos. Neste romance eletrizante, Lagercrantz recria a atmosfera paranoica e febril da Guerra Fria, em que gênios livres não eram tolerados. À medida que a curiosidade inocente do detetive Corell o leva a lugares mais sombrios, ele percebe que tem muito a aprender sobre os perigos do conhecimento proibido.

Suma

La Belle Sauvage, de Philip Pullman (tradução de José Rubens Siqueira)

Apesar de ser uma história diferente, os fãs de Fronteiras do Universo vão reconhecer muito do mundo e dos personagens que povoam La Belle Sauvage. Enquanto o protagonista, Malcolm, se envolve em uma assustadora aventura para tentar salvar a pequena Lyra das garras do Magisterium, outros mistérios e vilões surgem para complementar a trama que já conhecemos tão bem. “Sempre quis contar a história de como Lyra acabou morando na Faculdade Jordan. Este livro e o próximo cobrem dois momentos da vida dela: partindo bem do início e retornando vinte anos depois. Quanto ao terceiro livro, ainda é segredo”, conta Phillip Pullman.

A florestade Cixin Liu (tradução de Leonardo Alves)

Depois de O problema dos três corpos, a humanidade se prepara para a iminente invasão alienígena. A Organização Terra-Trissolaris — formada por habitantes da Terra que traíram seus iguais para se associar aos alienígenas — pode ter sido derrotada, mas a presença de partículas subatômicas, os sófons, revela todo o conhecimento da humanidade para os invasores, e as defesas terráqueas são um livro aberto para os trissolarianos. Nesse contexto, em que só a mente humana é segura, é montado o Projeto Barreiras: quatro pessoas serão encarregadas de pensar em uma estratégia para a salvação do mundo. A Barreira está completamente isolada, protegendo seus pensamentos do restante da humanidade, mas até que ponto é possível guardar um segredo?

Companhia das Letrinhas

Rônia, a filha do bandoleirode Astrid Lindgren (tradução de Fernanda Sarmatz Åkesson e ilustrações de Ilon Wikland)

Rônia vive em um castelo no meio da floresta com seu pai, o temido bandoleiro Mattis, sua mãe, a poderosa Lovis, e um grupo de bandidos que há muitas gerações rouba qualquer viajante que se aventure pelas matas. Diferente de seu pai, porém, Rônia não tem vontade de se tornar uma ladra. O que ela mais ama em sua vida é a floresta e seus segredos e, desde pequena, passa o tempo ao lado de anões cinzentos, elfos, harpias e outros seres fantásticos. Um dia, ela conhece Birk, a primeira criança com quem tem contato e que além de tudo gosta da floresta tanto quanto ela. O único - mas enorme - problema é que ele é filho de Borka, o grande inimigo de seu pai... E talvez nem uma amizade tão pura quanto essa seja capaz de vencer tamanha rivalidade. 

As velhas fiandeiras, de grupo As Meninas do Conto, com organização de Gabriela Romeu e ilustrações de Raul Aguiar

Herdeira de uma antiga tradição familiar, a Menina desta história parece não ter escolha a não ser passar o resto de seus dias fiando, assim como as mulheres que a antecederam. Que sina! Essa é justamente a tarefa que ela mais odeia... Mas as coisas mudam de figura quando ela recebe um convite inesperado de uma Rainha, que supostamente está muito disposta a ajudá-la... Será? A partir daí, tudo parece só piorar, até que três velhas muito peculiares — Deduda, Beiçuda e Pezuda — entram em sua vida e lhe dão a chance de mudar o seu destino de uma vez por todas.

Reimpressão

A montanha mágica, de Thomas Mann (tradução de Herbert Caro)

Stálin, de Simon Sebag Montefiore (tradução de Pedro Maia Soares)

Neste post