Semana trezentos e vinte e seis

Companhia das Letras

Tempos instáveis, organização de Fernando de Barros e Silva
Em dez anos de existência, a revista Piauí se tornou o grande marco de excelência do jornalismo brasileiro recente. Assim como a revista Realidade, ou como a norte-americana The New Yorker, passaram por suas páginas algumas das mais importantes reportagens, perfis e relatos da última década. Cultura, política, ciência: nenhum assunto ficou de fora do escopo e da qualidade da revista. Neste Tempos instáveis, o leitor encontrará 21 dos mais marcantes textos da Piauí: da recente e impactante reportagem sobre a tragédia de Mariana ao revelador e explosivo perfil do ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira, passando pelos perfis da cartunista Laerte e de Michel Temer, além de reportagens sobre a recente turbulência política do Brasil. Lidos em conjunto, esses textos são capazes não só de ir a fundo nos temas que abordam, mas de revelar aos leitores as engrenagens que regem a política, a história e a imprensa.

Pela luz dos olhos teus, de Vinicius de Moraes (ilustrações de Filipe Jardim)
Ilustrada pelo artista plástico carioca Filipe Jardim, esta antologia reúne 22 poemas de um dos fundadores da bossa nova. Desde seu livro de estreia, O caminho para a distância, lançado em 1933, passando por Forma e exegese (1935) e Livro de sonetos (1957), até chegar a Novos poemas II (1959), o encantamento amoroso é o tema que perpassa toda a obra de um dos nossos principais poetas líricos. Se no poema “A mulher que passa” Vinicius pergunta: “Por que me faltas, se te procuro?”, nos versos iniciais de “Soneto do Corifeu” ele define o estado de urgência em que vivia, numa assombrosa constatação: “São demais os perigos desta vida/ Para quem tem paixão, principalmente”.
 

 

Neste post