Bate-papo: "Em louvor da sombra", de Junichiro Tanizaki

14/12/2018, sexta-feira
19:00
São Paulo (SP): Japan House - Av. Paulista, 52, Bela Vista

Companhia das Letras e Revista 451 covidam para um bate-papo com Junichiro Tanizaki sobre o livro Em louvor da sombra

Neste ensaio breve e surpreendente, escrito em 1933, Junichiro Tanizaki examina diversos elementos da cultura japonesa tradicional e traça uma teoria estética em torno da concepção japonesa do belo.

Neste ensaio, escrito em 1933, Junichiro Tanizaki discorre acerca da arquitetura, do teatro, da comida e do vestuário tradicionais do Japão, abordando inclusive o tom de pele dos japoneses. Ao sugerir uma concepção de beleza própria dos orientais, Tanizaki revela a predileção de sua cultura pela penumbra, pelo mistério e pela profundidade.
Escrito num estilo ao mesmo tempo coloquial e elegante, o ensaio analisa os aspectos característicos da cultura nipônica, pressionados pela modernidade tecnológica e pela influência dos hábitos ocidentais na sociedade japonesa. 
Tanizaki critica a iluminação artificial em restaurantes, teatros e hotéis. Para o autor, a beleza do teatro Nô também se perde num palco iluminado por refletores. Segundo ele, a maquiagem tradicional das mulheres japonesas realçava a beleza feminina na penumbra, e a culinária nacional perde apetência se servida em pratos claros e não em utensílios de laca. 
Tanizaki empreende uma meditação que se revela uma verdadeira teoria estética em torno da concepção japonesa do belo.