" />

106º aniversário de Simone de Beauvoir

Rapazote, vagamente politizado, comecei pelo apêndice biográfico, Carlos Marx, su vida y obra, escrito por Lenin em 1913. Não fosse a leitura anterior da História do Socialismo e das Lutas Sociais, de Max Beer, aquela maçante biografia teria me convertido num anti-marxista.

A jornalista Mary Gabriel não estava interessada em fazer proselitismo, queria apenas pintar o retrato daquele que George Bernard Shaw descreveu como autor da maior proeza literária: mudar a consciência do mundo.

"Conseguiu."

Alberto Dines, 2013.

 

Neste post