5 biografias de mulheres que você precisa conhecer

Maria Madalena, de Michael Haag

Quem realmente foi Maria Madalena? Essa é a pergunta que o historiador Michael Haag tenta responder em Maria Madalena,biografia que segue essa figura através dos séculos e que analisa a forma como ela tem sido reinterpretada em cada momento da história.

O autor busca a verdadeira Maria Madalena no Novo Testamento e nos evangelhos gnósticos (textos apócrifos dos séculos II a IV), onde ela é exaltada como esposa e principal discípula de Cristo. Comparando com sensatez os dois evangelhos, ele investiga por que e de que maneira a Igreja católica preferiu representá-la como uma mulher pecadora, enquanto Maria, mãe de Jesus, foi simbolizada como a Virgem. De acordo com Haag:

"Maria Madalena é uma figura maior do que qualquer texto, maior que a Bíblia ou a Igreja; ela assumiu uma vida própria. Nos tempos medievais foi chamada de "a portadora da luz", recordando o seu epíteto gnóstico de "Herdeira de luz" em sua busca pela verdade. Ela é a mediadora do mistério divino e permaneceu uma figura poderosa e misteriosa desde então."

 

Elizabeth I: uma biografia, de Lisa Hilton

Última monarca da dinastia Tudor e a maior governante da história da Inglaterra, Elizabeth I teve um reinado lendário que durou 45 anos. Elizabeth quebrou padrões de gênero e, ao recusar se casar, tornou-se a monarca mais poderosa de seu tempo. Escrito por Lisa Hilton, que alia prosa envolvente a rigor acadêmico, Elizabeth I: Uma biografia, explora o legado da rainha e apresenta novos insights sobre o papel de Elizabeth na transição do mundo medieval para o moderno.