5 poetas para ler no Dia Mundial da Poesia

 

A poesia se questiona sobre as fronteiras nem sempre claras entre o eu e o mundo – como, afinal de contas, separar o sujeito do mundo, vasto mundo? Há separação? Há mundo?

Para comemorar o Dia Mundial da Poesia, enviamos uma newsletter especial com poemas de diferentes nacionalidades pensando tais questões. Se você ainda não faz parte da nossa lista e deseja receber mensalmente uma newsletter temática de poemas publicados pela Companhia das Letras, basta preencher nosso cadastro e marcar a opção "poesia".

Aqui, no Blog da Companha, você conhece um pouco mais da obra desses poetas.

 

Dentro da noite veloz, de Ferreira Gullar

Publicado originalmente em 1975 e relançado pela Companhia das Letras em 2018, Dentro da noite veloz é um livro altamente engajado, aliando excepcional qualidade literária e aguda preocupação com as questões sociais. O livro segue o projeto gráfico de toda a obra de Gullar, que é assinado por Elaine Ramos e vem sendo republicada pela Companhia desde 2016, com Poema sujo.

Saiba mais.

 

Um amor feliz, de Wislawa Szymborska

Traduzida por Regina Przybycien, esta segunda reunião de poemas da polonesa seduz leitores no mundo todo graças à inteligência afiada, ao lirismo cheio de ironia e à observação da vida cotidiana. A obra de Szymborska equilibra-se entre o rigor e a observação dos fatos, sempre num tom levemente informal – a despeito da cuidadosa construção dos versos. Falando de amores e da vida cotidiana, a vencedora do Nobel de literatura ergueu uma obra que toca os leitores e influencia novas gerações.

Saiba mais.

 

Poemas, de Adonis

Com seleção e tradução de Michel Sleiman e apresentação de Milton Hatoum, Poemas é a primeira antologia poética do sírio publicada no Brasil. Considerado o maior poeta vivo de língua árabe e assíduo frequentador das apostas para ganhar o prêmio Nobel, Adonis é uma das vozes fundamentais dessa cultura.

Saiba mais.

 

Coral e outros poemas, de Sophia de Mello Breyner Andresen

Com seleção e apresentação de Eucanaã Ferraz, esta antologia reúne poemas lapidares de uma das vozes mais marcantes e comoventes da literatura portuguesa.

Saiba mais.
 

Poemas escolhidos, de Elizabeth Bishop

Reunião de grande parte da poesia de Elizabeth Bishop, considerada um dos maiores nomes da poesia norte-americana do século XX. Seleção, tradução e textos introdutórios de Paulo Henriques Britto, que afirma: “como todo poeta lírico, Bishop toma sua própria experiência individual como matéria-prima; como todo artista maior, com base nesse material pessoal ela cria obras cujo interesse vai além do puramente autobiográfico e pessoal”.

Saiba mais.

 

Neste post
Acesse a Letrinhas nas redes sociais