Alexandre Dumas, Zygmunt Bauman e Anthony Browne nos livros de janeiro

Esse ano começou especialmente animado para os fãs de Alexandre Dumas. Em janeiro, duas de suas obras mais emblemáticas ganham novas edições: As aventuras de Robin Hood, em edição bolso de luxo, e a aguardada edição em volume único de O conde de Monte Cristo. Em As aventuras de Robin Hood (nas livrarias dia 21/1), Dumas narra a história do príncipe dos ladrões da sua adoção recém-nascido, passando pela proscrição e por sua vida fora da lei, contando suas aventuras nas matas de Sherwood e Barnsdale até a velhice   e a morte. Essa edição reúne em volume único os dois textos integrais de Dumas sobre o herói: O príncipe dos ladrões e O proscrito, publicados postumamente em 1872 e 1873. Para os que não conseguem resistir a uma história bem contada e cheia de nuances, a nova edição de O conde de Monte Cristo (nas livrarias dia 14/1) é uma excelente indicação. Com tradução vencedora do Prêmio Jabuti, mais de 500 notas e 170 gravuras, essa é a edição perfeita para redescobrir a saga de Edmond Dantés.

 

 

Dia 12,Estado de crise, do sociólogo polonês Zygmunt Bauman em parceria com o italiano Carlo Bordoni, chega às prateleiras. No livro, Bauman e Bordoni se debruçam sobre o contexto atual para debater a crise mundial. Estado de crise oferece uma análise original e fundamental para entender o presente e encontrar caminhos possíveis para o futuro.

 

Na Pequena Zahar nada será como antes. Em Tudo muda, Anthony browne aborda a mudança na vida de uma criança com sua perspectiva singular e ilustrações incríveis. Reconhecido e admirado no mundo todo, o autor recebeu, entre outros prêmios, o cobiçado Prêmio Hans Christian Andersen, o mais importante da literatura infantojuvenil. Será que Gregório vai conseguir adivinhar o que vai mudar antes que seus pais cheguem em  casa?

Neste post