Começou a Bienal do Livro Rio!

Começou a XVIII Bienal Interancional do Livro Rio! O evento literário acontece de 31 de agosto a 10 de setembro, e mais uma vez o estande da Zahar é assinado pela arquiteta Bel Lobo e sua equipe, parceria que rendeu à editora o prêmio de melhor estande em 2015. Não deixe de nos visitar! Esse ano estamos no Pavilhão Azul H13/I18.

Nessa edição, a abertura do Café Literário – que segue com a curadoria de Rodrigo Lacerda, vencedor do prêmio Jabuti com Hamlet ou Amleto? – acontece com a mesa "Trajetórias editoriais", 31/8, às 17h. No debate, três editores que imprimiram perfis distintos às suas casas editoriais falam de como construíram catálogos de tanto sucesso. Participam da conversa Ana Cristina Zahar, diretora editorial Zahar, Luiz Schwarcz, fundador e publisher da Companhia das Letras, e Alberto Martins, editor da Editora 34.

Outros autores nacionais e internacionais participam da programação do Café Literário nos próximos dias. No sábado, 2/9, às 15h, o filósofo italiano Niccio Ordine, autor de A utilidade do inútil, irá defender o papel fundamental da cultura e da arte no desenvolvimento de uma humanidade tolerante e solidária, em mesa que leva o nome de seu livro. A autora Ana Maria Machado e o imortal Marco Lucchesi participam do debate, que tem mediação de Fernanda Diamant.

Já no domingo, 3/9, às 14h, o cientista político Jairo Nicolau, autor de Representantes de quem?, debaterá sobre a complexidade e as deficiências de nossos sistemas político e eleitoral em conversa sobre reforma política. O deputado Alessandro Molon e o advogado e jornalista Murillo de Aragão também particimal da mesa "Reforma política, sim, mas qual?". O debate tem mediação de Julia Duaillibi.

Os historiadores Rodrigo Patto Sá Motta, de As universidades e o regime militar no Brasil, e Daniel Aarão Reis, de Ditadura e democracia no Brasil, irão participar da mesa sobre o centenário da Revolução Russa, que acontece na quinta-feira, 7/9, ás 11h. No dia seguinte, o historiador André Diniz, de Almanaque do samba, Almanaque do carnaval e A república cantada falará sobre os 100 anos do samba.

 

Encerrando nossa participação no Café Literário, sábado, 9/9, às 12h, o neurocientista americano Carl Hart, autor de Um preço muito alto, e a cientista política ilona Szabó, de Drogas: as histórias que não te contaram, conversarão sobre novas políticas de drogas. O debate tem mediação de Rodrigo Lacerda e participação do ex- jogador de futebol Walter Casagrande.