Dia Nacional da Consciência Negra

Para homenagear o Dia Nacional da Consciência Negra, selecionamos sugestões de leitura que podem contribuir para a reflexão do tema. São livros que falam de personagens importantes na luta pela liberdade e defesa dos direitos igualitários ou que podem ajudar a pensar uma sociedade mais justa e sem preconceitos. Obras que abordam a exploração das riquezas e da mão de obra do continente africano ao longo dos séculos, passando pela resistência do povo negro no Brasil, nos Estados Unidos e na África do Sul.

"A verdade é que ainda não somos livres; alcançamos apenas a liberdade de sermos livres, o direito de não sermos oprimidos. Demos o passo final de nossa jornada, mas o primeiro numa estrada mais longa e ainda mais difícil. Pois ser livre não é apenas se desvencilhar dos grilhões, mas viver de uma maneira que respeite e fortaleça a liberdade dos outros"

Trecho de A cor da liberdade, de Nelson Mandela e Mandla Langa.

 

O destino da Áfricam, de Martin Meredith

A África tem sido cobiçada por suas riquezas desde sempre. Nos séculos passados, ouro, marfim e tráfico de escravos atraíram caçadores de fortunas, mercadores e conquistadores de todos os lugares. Nos tempos modernos, o foco passou a ser o petróleo, ao lado de diamantes e outros minerais valiosos. Nesse livro, o historiador inglês Martin Meredith percorre 5 mil anos de história para mergulhar no destino do continente africano - um destino construído em cima de riquezas incontáveis, ganância voraz e poder.

 

A cor da liberdade, de Nelson Mandela