" />

Jimi Hendrix por ele mesmo

“No começo as coisas não foram nada fáceis para mim. Eu só sabia umas três músicas, e, na hora de subir ao palco, tremia tanto que tinha de tocar atrás das cortinas. Simplesmente não conseguia ir lá para a frente. A gente se sente tão inseguro. Eu escutava todas aquelas bandas, e os guitarristas sempre pareciam tão melhores do que eu.

É nesse ponto que a maioria desiste. Mas é melhor não parar. Temos que continuar, que seguir em frente. Às vezes, a frustração é tanta que ficamos com ódio da guitarra, mas isso tudo faz parte do aprendizado. Quem persiste é recompensado. Você precisa ser muito teimoso para conseguir o que quer." (Trecho de Jimi Hendrix por ele mesmo) Muito já foi escrito sobre o maior guitarrista de todos os tempos. Mas essa é a primeira vez que a história é contada em primeira pessoa. Jimi Hendrix  por ele mesmo, que chega às livrarias dia 20 de novembro, traz a visão que o músico tinha de si mesmo, guardada como um quebra-cabeça em inúmeras entrevistas, escritos, letras, poemas, diários e até raps improvisados.

Leia também o livro Jimi Hendrix, de Sharon Lawrence, especialista em música popular e cinema, publicado pela Zahar em 2007.

 

Neste post