José Cândido de Carvalho: um escritor à brasileira

 

Observador atento dos costumes dos brasileiros, José Cândido de Carvalho transpôs habilmente o linguajar típico do interior para toda a sua produção literária, que ganhou alcance nacional com a publicação de O coronel e o lobisomem. Além dos romances, o escritor de Campos dos Goytacazes também explorou esse universo pitoresco em narrativas curtas e textos jornalísticos.

Em comemoração aos 105 anos do nascimento de José Cândido de Carvalho, a Companhia das Letras completa o projeto de edição de suas obras com o lançamento de quatro títulos: Um ninho de mafagafes cheio de mafagafinhos e Porque Lulu Bergantim não atravessou o Rubicon (contos); e os e-books de Olha para o céu, Frederico! (romance); Se eu morrer, telefone para o céu (contos); e Ninguém mata o arco-íris (perfis jornalísticos).

Com ironia e pleno domínio da linguagem, o escritor deixou uma obra sem-par na literatura brasileira, marcada pelo bom humor, pela originalidade e pela inventividade de quem soube penetrar no nosso imaginário como ninguém.

 

Conheça os títulos do autor publicados pela Companhia das Letras:

 

O coronel e o lobisomem

Obra-prima publicada em 1964, O coronel e o lobisomem continua sendo até hoje um dos pilares do realismo mágico à brasileira. Adaptado com justiça ao cinema, é diversão literária para quase todas as idades.

 

Um ninho de mafagafes cheio de mafagafinhos e Porque Lulu Bergantim não atravessou o Rubicon

Neste volume que reúne dois livros — que somam quase trezentos contos e microcontos —, o autor de O coronel e o lobisomem faz um retrato irreverente do interior do Brasil e de seus habitantes. 

 

Olha para o céu, Frederico!

No romance de estreia de José Cândido de Carvalho, um sobrinho narra a vida e as contradições do tio com quem morou quando era adolescente, numa fazenda do interior do Rio de Janeiro.

 

Se eu morrer, telefone para o céu

Com o bom humor e a originalidade que se tornaram sua marca registrada, José Cândido de Carvalho destrincha os "tipos brasileiros" nestes breves e brevíssimos contos.

 

Ninguém mata o arco-íris

A deliciosa reunião dos perfis jornalísticos de José Cândido de Carvalho. Com textos sobre Chico Buarque, Bibi Ferreira, Ziraldo, Chico Anysio e muitos outros.

 

Neste post
Acesse a Letrinhas nas redes sociais