" />

Lançamentos de novembro / 2015

Pense como um artista, de Will Gompertz; Antologia da maldade, de Gustavo Franco e Fabio Giambiagi; e Jackie, uma campeã olímpica, de Fabiana Werneck Barcinski e Rodrigo Lacerda com ilustrações de Guazzelli, são os lançamentos de novembro pela Zahar e Pequena Zahar.

Pense como um artista, de Will Gompertz(nas livrarias: 11/11) - A sabedoria e o pensamento criativo dos grandes artistas, de Da Vinci a Ai Weiwei, que podem ajudar a transforma sua vida. Como editor de artes da BBC, Gompertz entrevistou e conviveu com muitos dos maiores artistas, diretores, escritores, músicos, atores, designers e pensadores criativos do mundo. E descobriu uma série de traços comuns a todos eles: práticas e processos básicos que estimulam e permitem que seus talentos floresçam.

Combinando história da arte e estratégias criativas num livro realmente inspirador, o autor de "Isso é arte?" nos convoca a adotar esses processos e práticas. E ensina que, não importa nossa área de atuação, eles podem nos ajudar a alcançar coisas extraordinárias também. 

 

Antologia da maldade, de Gustavo Franco e Fabio Giambiagi (nas livrarias: 11/11) - Franco e Giambiagi organizam essa antologia de citações cujo mote central são frases com dois dedos de maldade. Mas a maldade que dá título ao livro não é a da perversidade e a da má índole, e sim um composto formado de maldade espirituosa, malícia, atrevimento, ironia, de alguns maus ditos e de muito bom humor.

Estão no livro citações de Machado de Assis, Getúlio Vargas, Winston Churchill, Roberto Campos, Shakespeare, Jorge Luis Borges, e muitos outros, entre banqueiros, políticos, consultores, empresários, artistas, escritores, esportistas, filósofos, dramaturgos e cientistas. E constam também as falas de algumas lideranças como

Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, sem os quais nenhuma coletânea sobre a atualidade estaria completa.

 

Jackie, uma campeã olímpica, de Fabiana Werneck Barcinski e Rodrigo Lacerda com ilustrações de Guazzelli (nas livrarias: 16/11) - Das equipes mirins de vôlei de quadra ao ouro da primeira medalha olímpica feminina brasileira no vôlei de praia; das batalhas pelo reconhecimento das mulheres no esporte ao prêmio da Unesco por seu projeto que incentiva a educação por meio da prática esportiva – essa é a inspiradora história de Jacqueline Silva, a Jackie do vôlei.

Ao ser banida do vôlei de quadra no Brasil, Jackie voltou-se para o vôlei de praia nos Estados Unidos, participou de sua elevação à categoria olímpica e conquistou o ouro em Atlanta ao lado de sua dupla Sandra Pires, em 1996. Sem se acomodar com a fama e sempre acreditando no poder do esporte e na capacidade de autodeterminação das pessoas, fundou o Instituto Jackie Silva, onde desenvolve atividades de formação de jovens.

O livro inclui informações práticas para o pequeno leitor compreender melhor o universo do vôlei: os fundamentos e as regras básicas da modalidade, acompanhados de desenhos explicativos; uma tabela com a participação feminina brasileira nas Olimpíadas e as medalhas conquistadas; e uma linha do tempo da carreira de Jackie. 

Neste post