Nuccio Ordine em São Paulo

Os jovens deveriam ter uma formação que lhes desse cultura e senso crítico. A cultura é uma ferramenta para liberdade.

Filósofo e professor de literatura italiana na Universidade da Calábria, Nuccio Ordine está no Brasil para uma série de palestras. A primeira participação do autor de A utilidade do inútil foi no Café Literário da Bienal do Livro Rio, em mesa que levou o nome do seu livro e ao lado de Ana Maria Machado e Marco Lucchesi.

Já na próxima quarta-feira, 6 de setembro, Ordine participa da conferência Precisamos falar sobre humanidades ao lado de Fernando Schüler, professor titular da Cátedra Insper e Palavra Aberta, no INSPER, em São Paulo, às 10h30, seguida de sessão de autógrafos.

O evento é uma parceria entre o INSPER, a Revista Época e a Zahar.

SOBRE O LIVRO

A obra mostra como a lógica utilitarista, o culto da posse, e os atuais mecanismos econômicos, põem em perigo a criatividade e diversos valores. Os saberes considerados "inúteis" são indispensáveis para o crescimento da humanidade.

O livro traz diversas referências e citações de autores clássicos, além de um ensaio do educador americano Abraham Flexner, pela primeira vez traduzido para o português. A utilidade do inútil é um verdadeiro manifesto a favor dos clássicos e de um mundo mais humanista.

 

 

 

Neste post