Odilon Moraes é vencedor do Troféu Monteiro Lobato de Literatura Infantil 2018!

Ilustrador do premiadíssimo Lá e Aqui, Odilon Moraes é o vencedor do Troféu Monteiro Lobato de Literatura Infantil 2018. Concedido pela Revista Crescer, o prêmio reconhece o conjunto da obra de grandes autores e ilustradores, e o resultado da premiação sai junto com a lista dos 30 melhores livros infantis do ano, entre eles, Lina e o balão, No sótão, O dia da festa e Histórias de Willy, lançados pela Pequena Zahar em 2017.

“Reconhecimento é fruto de um trabalho meticuloso de pesquisa e de refinamento com a arte da ilustração e da escrita que se refletem em livros excepcionais.” Revista Crescer sobre a escolha de Odilon Moraes para receber o Troféu Monteiro Lobato de Literatura Infantil 2018

Arquiteto de formação, Odilon ilustra e escreve livros há mais de vinte anos. Vencedor duas vezes do Prêmio Jabuti de ilustração, também foi premiado por duas vezes com o Prêmio FNLIJ de melhor livro do ano.

Além disso, lá e aqui, escrito por Carolina Moreyra e ilustrado por ele, foi selecionado em 2016 para o White Ravens, renomado catálogo da Internacional Youth library, de Munique, reúne todo ano 200 livros de mais de 50 países e em quase 40 idiomas que merecem atenção mundial por sua inovação artística e literária, design ou por tratar de temas universais. Em setembro, Lulu e o urso, novo livro da premiada dupla, chega às livrarias pela Pequena Zahar.

Os 30 melhores livros do ano

Quatro livros da Pequena Zahar estão na lista dos melhores do ano. Confira!

 

Lina e o balão, de komako Sakai

Com ilustrações delicadas e um enredo simples e atemporal, Lina e o balão é um livro para os bem pequenos.

Traduzido por Lúcia Hiratsuka, o livro da premiada Komako Sakai retrata com sensibilidade e doçura uma experiência comum da infância: a descoberta da amizade e suas alegrias, e o sofrimento das crianças quando esse laço é ameaçado.

 

No sótão, de Hiawyn Oram e Satoshi Kitamura

O livro conta a história de um menino entediado, mas cheio de imaginação, e traz belíssimas ilustrações em aquarela e nanquim do premiado Satoshi Kitamura, e o texto sensível de Hiawyn Oram - dois grandes nomes da literatura infantojuvenil mundial.