Patas vazias (Cordel inédito livremente inspirado pelo pensamento de Sartre)

Jarid Arraes

Cordel inédito livremente inspirado pelo pensamento de Sartre.

 

Patas vazias

Não nasci do meu cordel
Das palavras não surgi
Dessas rimas retorcidas
Que consigo sugerir
Sou um bicho limitado
De sentido putrefato
Que pretende resistir.

 

Há quem busque pelos mapas
E acredite em previsões
Astros, linhas e pegadas
Destinadas incisões
Pelas páginas sagradas
Orientações regradas
De esotéricas visões.

 

Ou ainda busca norte
Na indulgência do divino
No perdão que se oferece
Ao menor dos desatinos
Os joelhos redrobrados
Buscam significado
Pro pecado paulatino

 

Mas nascemos da nudez
Da angústia que nos come
E enquanto perguntamos
Um chamado nos consome
Somos todos invocados
Atraídos, intimados
A uma única e só fome.

 

Condenados a ser livres
E aos quilos suportar
Encarar-se enquanto fera
Que tenciona se domar
Toda escolha consumada
Vira a face admirada
E tentada a rejeitar.

 

Porém, digo, como bicho
Que a verdade também temo
Procurando outros meios
Para um fim bem mais extremo
Escolhendo a solidão
Turvo a mira da visão
Encolhida, então, eu gemo.

 

Não existe uma mentira
Menos tola de se crer
Todo fim é o mesmo meio
Para o inteiro se perder
Toda estrada é ribanceira
Toda mente é traiçoeira
Se acredita se abster.

 

Vim vazia de essência
Como toda viva gente
Provocada a procurar
A escusa da tangente
Um buraco a preencher
Um pretexto a esquecer
Narrativa incoerente.

 

Não nasci desse cordel
Das palavras que escrevi
Dessas rimas retorcidas
Que eu pude sugerir
Sou um bicho limitado
Mas meu significado
Eu pretendo construir.

 

 

***

Jarid Arraes nasceu em Juazeiro do Norte, na região do Cariri (CE), em 1991. Escritora, cordelista e poeta, é autora dos livros Um buraco com meu nomeAs lendas de Dandara e Heroínas negras brasileiras. Atualmente vive em São Paulo, onde criou o Clube da Escrita Para Mulheres. Tem mais de 70 títulos publicados em Literatura de Cordel. Redemoinho em dia quente (Alfaguara) ganhou o prêmio APCA de Literatura na Categoria Contos/Crônicas.

 

Neste post
Acesse a Letrinhas nas redes sociais