" />

Rádio Companhia #132 - Poetas hoje: uma entrevista com Heloisa Buarque de Hollanda

O ano era 1976. O Brasil vivia uma ditadura militar movida a censuras e repressões. Foi neste contexto político que a professora Heloisa Buarque de Hollanda reuniu uma antologia chamada 26 poetas hoje. A obra surgia como um retrato da contracultura dos anos 70, ressaltando poetas à margem das grandes editoras. Virou um clássico. A tal geração marginal, também chamada de mimeógrafo, agora estava representada em forma de livro. Na antologia, Heloisa lançou luz a nomes como Roberto Piva, Torquato Neto, José Carlos Capinan, Waly Salomão, Chacal e Ana Cristina César. Detalhe importante: eram apenas cinco vozes femininas num universo de 21 homens.

Passados quarenta e cinco anos, Heloisa perguntou: quem está fazendo a poesia agora? A partir deste questionamento, saiu em campo e mergulhou na obra de mulheres, sobretudo das jovens que fossem, de alguma forma, afetadas pela quarta onda feminista. Com o nome de As 29 poetas hoje, fica mantida a referência, mas trazendo uma poesia que permeia os tempos contemporâneos a elas: o machismo, a desigualdade e as novas formas questionadoras e combativas do Brasil atual. "O diferencial das novas poetas me parece ter sido a conquista de um capital inestimável: um ponto de vista próprio e irreversível e o enfrentamento sistemático do cotidiano, dos desejos e dos custos de ser mulher, já bem distante do que se conhecia como linguagem e/ ou poética de mulheres. A nova experiência com a linguagem é a consequência imediata dessa conquista", afirma a organizadora.

No episódio #131 da Rádio Companhia, convidamos Heloisa Buarque de Hollanda a falar sobre as duas antologias. Ao longo do programa, também ouvimos a leitura de alguns dos poemas do livro pelas próprias autoras.

***

Apresentação: Mariana Figueiredo

Edição: Paulo Júnior

***

Ouça no SoundCloud, iTunes, Deezer, Spotify ou no seu agregador de podcasts favorito. Tem alguma crítica, elogio ou sugestão? Escreva pra gente no nosso e-mail, radio@companhiadasletras.com.br, ou nas nossas redes sociais.

Neste post