Sete livros para comemorar o #diadoamigo

 

Hoje, dia 20 de julho, é o dia do amigo!

No diverso mundo da literatura, há enredos que não seriam os mesmos sem as aventuras daquele grupo de amigos atrapalhado ou sem o profundo afeto que, de tão intenso e genuíno, irradia dos personagens para nós. Em comemoração à data, selecionamos sete livros nos quais a amizade pode até não ter um caráter central, mas sem dúvida alguma se torna essencial para o desenvolvimento da narrativa. Ao virar as página das obras abaixo, o leitor irá perceber a importância de um amigo ou amiga, principalmente em nosso constante processo de amadurecimento e através de momentos complicados. 

 

1Controle, de Natalia Borges Polesso

Nanda e Joana são amigas desde sempre. Durante a infância, brigaram, gargalharam, compartilharam segredos e apostaram corrida até dizer chega. Construíram, dia após dia, um afeto que resistiu até mesmo às consequências de uma doença: ainda criança, Nanda se descobriu epilética e, aos poucos, suas amizades foram minguando enquanto ela adentrava cada vez mais em si mesma. Para essa regra, seus pais e Joana são as únicas exceções. Ao decorrer da história, Nanda percebe que esse laço tão forte pode ser mais complexo do que imagina. Com e por meio da amiga, descobre coisas sobre si que, sozinha, talvez não conseguisse desvendar.

 

2. O Jardim secreto, de Frances Hodgson Burnett

A relação entre Mary e Colin pode ser facilmente comparada a uma árvore: foi a partir de uma semente despretensiosa que germinou um broto muito forte. O rebento foi regado todos os dias, com paciência, afeto e reciprocidade, até que se transformou no exemplar mais bonito do jardim – secreto, é claro. Juntos, eles conseguiram provar que os frutos da amizade vão muito além de sua doçura. Eles são curativos.

 

3. Relatos de um gato viajante, de Hiro Arikawa 

Quem disse que a amizade é um dom exclusivo dos seres humanos? Em Relatos de um gato viajante, o amor incondicional entre o gato Nana e seu dono Satoru é de aquecer o coração, e eles não poupam esforços para garantir a felicidade um do outro. Uma amizade tão forte que ultrapassa até mesmo as fronteiras da vida.

 

4. Enfim, capivaras, de Luisa Geisler

Nick, Léo, Binho, Zé Luis e Vanessa são amigos inseparáveis que sempre se metem em uma aventura diferente. Esse grupinho é divertidíssimo, principalmente quando decidem descobrir se Binho – famoso por inventar histórias fantasiosas – realmente tem uma capivara. A amizade deles parece tão real que você consegue se enxergar nessa aventura. Enfim, capivaras é sem dúvida nenhuma a companhia ideal para você se sentir parte da turma.

 
 

5. IT: a coisa, de Stephen King

Por mais aterrorizante que seja o palhaço Pennywise, o que fica gravado na memória após a leitura de IT: A Coisa é a amizade singela e profunda entre os integrantes do Clube dos Otários. Sete crianças rejeitadas que se tornam amigas e permanecem unidas não só nos momentos bons, mas também quando precisam enfrentar seus medos.

 

6. Apesar de tudo, de Dipacho

Em Apesar de tudo, dois pinguins se deparam com grandes obstáculos em seu caminho. Alguns parecem até impossíveis de ultrapassar, mas é justamente quando passamos por dificuldades que as relações se fortalecem. De um jeito simples e com ilustrações cheias de carisma, o autor e ilustrador colombiano Dipacho mostra que toda boa amizade vale a pena. 

 
 

7. Ele, de Elle Kennedy Sarina Bowen

Sabe aquela amizade que cresceu com a gente? Que nos entende e está ao nosso lado, independente da distância? A amizade entre Wes e Jamie não é nadinha diferente disso. Durante a infância, uma vez por ano eles se encontravam no acampamento e passavam semanas juntos, atrás de aventuras que se tornariam lembranças para a vida toda. Quando as férias acabavam e eles voltavam para casa, todo contato que tinham era através de uma caixinha, onde guardavam presentes que enviariam um para o outro. Melhores amigos fazendo coisas de melhores amigos. Quem nunca?

 
Neste post
Acesse a Letrinhas nas redes sociais