" />

Uma seleção de livros para refletir sobre o fazer jornalístico neste Dia da Imprensa

 

Até a última página, de Cezar Motta

Um retrato minucioso e apaixonado do diário por onde passaram os mais brilhantes jornalistas e intelectuais brasileiros.

Site da Companhia das Letras, Amazon 

 

Cem quilos de ouro, de Fernando Morais

Reúne doze matérias jornalísticas assinadas pelo jornalista ao longo de uma carreira de quase quarenta anos. Escritas para os maiores veículos de comunicação do país, 

Site da Companhia das Letras, Amazon

 

Chatô, de Fernando Morais

Biografia do proprietário de um império de quase cem jornais, revistas, estações de rádio e de televisão. Figura carismática e intempestiva, Assis Chateaubriand teve uma trajetória indissociável da vida cultural e política do país entre as décadas de 1910 e 1960.

Site da Companhia das Letras, Amazon

 

O estado de Narciso, de Eugênio Bucci

O autor investiga e analisa neste livro as fronteiras da “supermáquina da comunicação oficial”, trazendo à tona uma realidade escandalosa e ainda pouco discutida.

Site da Companhia das Letras, Amazon

 

Ética, jornalismo e nova mídia, de Caio Túlio Costa

Ao relacionar filosofia, dramaturgia e literatura, o autor sustenta que, apesar de todas as novidades na mídia, o modo de fazer jornalismo não mudou. 

Site da Companhia das Letras (apenas e-book), Amazon

 

A feijoada que derrubou o governo, de Joel Silveira

Joel Silveira foi um dos pioneiros do jornalismo literário no Brasil. A feijoada que derrubou o governo reúne artigos, reportagens e crônicas sobre a política brasileira e internacional, contadas por esta verdadeira fera do texto jornalístico. Posfácio de Leão Serva.

Site da Companhia das Letras, Amazon

 

História dos jornais no Brasil, de Matías M. Molina

Pela primeira vez, o leitor tem acesso a uma compreensão ampla de como o jornalismo foi forjado e construído no Brasil.

Livraria da Travessa, Site da Companhia das Letras, Amazon

 

Os irmãos Karamabloch, de Arnaldo Bloch

A espetacular saga dos Bloch, ou Família Manchete, desde uma arcaica aldeia da Ucrânia até o apogeu e a queda de um império de comunicações que abarcou gráfica, editora, rádio e tevê, narrada com humor e sensibilidade por um descendente do clã.

Site da Companhia das Letras, Amazon

 

A jornalista e o assassino, de Janet Malcolm

A clássica reportagem de Janet Malcolm sobre a ética jornalística inaugura a série Jornalismo Literário de Bolso, mais econômica. Posfácio de Otavio Frias Filho.

 

A máquina do ódio, de Patrícia Campos Mello

O relato de uma das maiores jornalistas da atualidade sobre as ameaças à liberdade de imprensa no Brasil e no mundo.

Livraria da Travessa, Site da Companhia das Letras, Amazon

 

A modernização da imprensa, de Alzira Alves de Abreu

O livro apresenta as grandes transformações enfrentadas pela imprensa brasileira nas três últimas décadas do século XX.

Site da Companhia das Letras (apenas e-book), Amazon

 

O nascimento da imprensa brasileira, de Isabel Lustosa

Do surgimento do primeiro jornal brasileiro, em 1808, ao princípio do Império, esse volume mostra como a imprensa influenciou o processo de independência da nação.

Site da Companhia das Letras (apenas e-book), Amazon

 

Notícias do planalto, de Mario Sergio Conti

Um retrato contundente do jornalismo brasileiro, feito por meio de uma investigação inédita sobre como a grande imprensa tratou a ascensão e a queda de Fernando Collor.

Livraria da Travessa, Site da Companhia das Letras, Amazon

 

Roberto Civita, de Carlos Maranhão

Carlos Maranhão reconstitui os acertos e os fracassos dessa figura tão fundamental quanto polêmica na história da mídia brasileira.

Livraria da Travessa, Site da Companhia das Letras, Amazon

 

Samuel Wainer, de Karla Monteiro

A biografia definitiva do homem que revolucionou o jornalismo brasileiro e testemunhou eventos decisivos do Brasil no século XX.

Livraria da Travessa, Amazon, Site da Companhia das Letras 

 

Tempos instáveis, de vários autores

Neste livro, o leitor encontrará 21 dos mais marcantes textos da revista Piauí.

Site da Companhia das Letras, Amazon

 

Vida de escritor, de Gay Talese

Vida de escritor não é uma autobiografia convencional. É um livro sobre o ofício da escrita, e os reveses que acometem aos que por ele se aventuram.

Site da Companhia das Letras (apenas e-book), Amazon

***